© 2017 por A. R. Trejor Ltda                                                                                                                                   (11) 2914-0535         

SISTEMAS DE IÇAMENTO

Inspirado em princípios de flexibilidade operativa, simplificação da produção, qualidade total, precisão  e velocidade  na montagem os sistemas de içamento foram desenvolvidos para agilizar os processos de movimentação e montagem de  elementos pré-moldados de concreto. 

Vantagens dos sistemas:

• Agilidade e velocidade na desforma, movimentação, carga, descarga e montagem;

• Economia de mão-de-obra e na locação de equipamentos como gruas, guindastes e guinchos;

• Permite perfeito acabamento superficial das peças durante a fase de concretagem;

• Substitui as alças salientes facilitando o empilhamento;

• Elimina os indesejáveis e onerosos retrabalhos para eliminação das alças e reparo das peças.

 

 

 

 

Para calcular o esforço no inserto é necessário considerar diversos fatores e a arquitetura dos cabos, correntes ou cintas:

• Peso próprio do elemento incluindo a umidade;
• Eventual repartição assimétrica do peso em peças com formas assimétricas;
• Suspensão estaticamente incerta;
• Tração através de múltiplos cabos;
• Efeito de sucção entre o elemento e a fôrma;
• Resistência do concreto no momento da movimentação;
• Efeitos de vibração das pontes rolantes, guindastes e gruas;
• Valores secundários de segurança e vento;
• Tração inclinada para os casos de levantamento de painéis produzidos na horizontal.

A força “S“ no inserto é determinada pela fórmula       S =  G . Y . a      onde:

                                                                                               b . e . c

G = Peso próprio com umidade
a = Fator de sucção a ser considerado em elementos onde a superfície de contato com a forma, no ato do saque, é igual ou maior que a metade da superfície total do elemento.

 

  • Elementos planos (lajes planas e painéis) a = 1,3

  • Elementos nervurados a = 1,6

  • No caso da superfície de contato ser igual 1, adotar a = 2,5


c = Número de insertos metálicos
e = Fator de distribuição assimétrica do peso - Para simetria e = 1

b = Fator de perda devido à inclinação na arquitetura dos cabos

Dimensionamento de Cargas

  • Ângulo ß = 0º      b = 1,00

  • Ângulo ß = 15º    b = 0,96

  • Ângulo ß = 30º    b = 0,86

  • Ângulo ß = 45º    b = 0,70

  • Ângulo ß = 60º    b = 0,50

Y = Fator dinâmico dos equipamentos de movimentação e elevação

• Pontes rolantes lentas Y = 1,3
• Guindastes hidráulicos e gruas Y = 1,5
• Movimentação não aconselhada com pá carregadeira ou similar Y = 2
• Pontes rolantes com velocidade de deslocamento acima de 90m/min Y = 2,2

Zonas de redução da capacidade nominal dos insertos: 

Sistema de Içamento com Rosca

O sistema de içamento com rosca foi desenvolvido com o intuito de atender o içamento de peças que necessitam de um bom acabamento e de pré-moldados que necessitam ser içados pela lateral, onde o ponto de içamento serve para o saque e a movimentação das peças.

Seguem abaixo ferramentas e acessórios utilizados neste tipo de sistema:

  • Içador TI

Ferramenta reutilizável que será acoplada ao inserto TS, TSA ou TSL após a concretagem ​para realizar o tombamento e a movimentação dos pré-moldados. 

  • Adaptador para TI

  • Posicionador TP

Acessório reutilizável utilizado para garantir que o inserto TS, TSA ou TSL fique rebaixado da superfície do concreto, de forma a permitir sua proteção contra corrosão.

*cargas de trabalho consideradas para concretos com resistência igual ou superior a 15 MPa.

Acessório para ser utilizado juntamente com o içador TI caso a superfície de apoio do içador não seja plana. Normalmente utilizadas em painéis com borda macho-fêmea. Produto fabricado sob encomenda

Peça plástica reutilizável desenvolvida com a função de proteger o ponto de içamento durante o transporte e estocagem dos pré-moldados. 

  • Acabamento Plástico TAP

  • Abraçadeira​  

Peça metálica desenvolvida para substituir a fretagem adicional feita com vergalhão CA-50, viabilizando o içamento de painéis produzidos na horizontal com espessuras menores. 

Abaixo seguem 3 tipos de insertos que podem ser utilizados em situações específicas:

  • Inserto TS

Inserto preferencialmente indicado para movimentação de vigas, pilares e escadas.

  • Inserto TSA

*cargas de trabalho consideradas para concretos com resistência igual ou superior a 15 MPa.

TS Alongado: a altura "H" poderá ser aumentada sob consulta.

Inserto de rosca com a ancoragem já incorporada na peça, preferencialmente indicado para movimentação de painéis. Podendo ser utilizado também para movimentação de vigas e pilares.

*cargas de trabalho consideradas para concretos com resistência igual ou superior a 15 MPa.

TSA Alongado: o comprimento total poderá ser aumentado sob consulta.

  • Inserto TSL

Inserto desenvolvido para movimentação de lajes. Podendo ser utilizado também para movimentação de painéis produzidos no sistema tilt-up.

*cargas de trabalho consideradas para concretos com resistência igual ou superior a 15 MPa.

FRETAGENS PARA TS

Para os casos onde são utilizados cabos a 90º, indicamos as seguintes fretagens: 

Para os casos onde são utilizados cabos com angulação obliqua, indicamos as seguintes fretagens: 

Para obter informações detalhadas sobre fretagens, entre em contato com a Trejor. 

FRETAGENS PARA TSA

Para os casos onde são utilizados cabos com angulação obliqua, indicamos as seguintes fretagens: 

Quando estas tipologias de insertos forem instaladas nas bordas de painéis e outros elementos produzidos na horizontal, que tenham necessariamente de ser levantados ou rotacionados para a posição vertical, indicamos as seguintes fretagens adicionais:

  • Com aço CA-50

  • Com abraçadeira

Para obter informações detalhadas sobre fretagens, entre em contato com a Trejor. 

FRETAGENS PARA TSL

Para os casos onde são utilizados os insertos TSL: 

Para obter informações detalhadas sobre fretagens, entre em contato com a Trejor. 

Sistema de Içamento Rápido

O sistema de içamento rápido foi desenvolvido para atender a movimentação de peças pre-moldadas de concreto com maior velocidade e praticidade. Além da facilidade do engate da ferramenta no inserto, é possível fazer sua retirada à distância, o que torna a operação mais segura, já que prescinde da presença de um profissional para realizar tal operação.

 Seguem abaixo ferramentas e acessórios utilizados neste tipo de sistema:

  • Içador IRT

Ferramenta reutilizável que será acoplada ao Lift após a concretagem ​para realizar a movimentação dos pré-moldados. 

  • Posicionador Superior

Acessório não reutilizável utilizado para garantir que o inserto Lift fique alocado corretamente no concreto.

  • Base Cinza

Peça plástica que mantem o Lift perpendicular ao elemento pré-moldado utilizado em lajes e painéis tilt-up.

  • Tampa Redonda

Peça plástica utilizada para tampar o nicho deixado pelo posicionador superior.

 

Abaixo seguem os dois tipos distintos de insertos que poder ser utilizados:

  • Lift

Inserto preferencialmente indicado para movimentação de vigas, pilares e painéis produzidos em formas verticais.

*cargas de trabalho consideradas para concretos com resistência igual ou superior a 15 MPa.

Lift Alongado: o comprimento total poderá ser aumentado sob consulta.

  • Lift com Barra Cravada

Inserto desenvolvido para movimentação de lajes e painéis produzidos no sistema tilt-up. Podendo ser utilizado também para movimentação de outros elementos.

FRETAGENS PARA LIFT

Seguem ilustrações com as fretagens de ancoragem e confinamento dos insertos:

Para obter informações detalhadas sobre fretagens, entre em contato com a Trejor. 

FRETAGENS PARA LIFT COM BARRA CRAVADA

Seguem ilustrações com as fretagens de ancoragem e confinamento dos insertos:

Para obter informações detalhadas sobre fretagens, entre em contato com a Trejor. 

Sistema de Içamento Esférico

O sistema de içamento esférico foi desenvolvido para atender a movimentação de peças com maior velocidade e praticidade. Tem como característica a possibilidade de giro das peças pré-moldadas de concreto.

 Seguem abaixo ferramentas, acessórios e insertos utilizados neste tipo de sistema:

  • Içador IES

Ferramenta reutilizável que será acoplada ao inserto IES após a concretagem ​para realizar a movimentação dos pré-moldados. 

*cargas de trabalho consideradas para concretos com resistência igual ou superior a 15 MPa.

  • Posicionador Esférico TPE

Acessório reutilizável utilizado para garantir que o inserto esférico IES fique alocado corretamente no concreto.

  • Inserto Esférico TES

Peça metálica  que  será instalada no corpo da peça de concreto e que será utilizada na sua desforma, movimentação e montagem.

*cargas de trabalho consideradas para concretos com resistência igual ou superior a 15 MPa.

FRETAGENS PARA TES

Para os casos onde são utilizados cabos com angulação oblíqua, indicamos as seguintes fretagens: 

Para os casos onde é realizado o tombamento dos pré-moldados, deve-se considerar 50% de redução na capacidade do inserto:

Para obter informações detalhadas sobre fretagens, entre em contato com a Trejor. 

Orientações para utilização dos insertos em pares

Nas situações em que os esforços exercidos nos pontos de içamento das peças pré-moldadas a serem movimentadas sejam superiores à carga de trabalho dos insertos e que não seja possível utilizá-los com dimensão e capacidade maiores é possível utilizar insertos aos pares.

Para movimentação de peças pré-moldadas com insertos aos pares, recomenda-se a utilização de Balancins Curtos para Pontos Duplos (mais informações em Acessórios de Movimentação). Nesses casos, a distância entre os insertos deverá obrigatoriamente ser igual a duas vezes a altura do inserto tendo no mínimo 40 cm.

Catálogo